O sono é uma necessidade básica do ser humano. É através de uma boa noite de sono, que o ser-humano descansa e relaxa o corpo, o que parece ser apenas um detalhe na vida cotidiana, mas muitos especialistas reafirmam a importância do sono e os benefícios que isso traz para saúde individual de cada um.

Contudo, existem diversos problemas que podem atrapalhar a saúde de sono, como a insônia. Fora muitos outros fatores relacionados ao sono e que também podem trazer malefícios a saúde, como a posição na hora de dormir, a quantidade de horas dormidas, a respiração durante o sono, entre outros.

A sonolência excessiva é um dos problemas mais comum relacionado ao sono, mas ainda assim é pouco levado a sério pela população, pois muitas pessoas acreditam que sonolência diurna seja normal.

Apesar de alguns bocejos durante o horário de trabalho, ou mesmo aquele cochilo no ônibus ser bastante comum, o fato é que sonolência constante fora do horário de dormir, pode ser muito mais sério do que se imagina e pode oferecer consequências graves, como a falta de foco, a desânimo e procrastinação.

Dentre as causas possíveis da sonolência diurna, destacamos algumas que valem a pena ser discutidas.

FALTA DE SONO:

O motivo mais óbvio que pode levar a sonolência diurna excessiva é a falta de sono e descanso durante os horários apropriados. Normalmente, isso acontece devido ao excesso de trabalho, o que é comum na fase adulta das pessoas.

Embora uma rotina de trabalho desregulada seja o principal motivo para a sonolência diurna, muitas vezes a pessoa não entende o funcionamento do próprio corpo, e acaba insistindo em dormir menos tempo que o necessário durante a noite. O corpo cansado acaba refletindo o sono durante horários inapropriados.

ALIMENTAÇÃO:

Muitas pessoas tem a sensação de sentirem sono após fazer uma refeição, como se o corpo ficasse mais sonolento. Essa sensação é real.

Muitos especialistas afirmam que determinados alimentos podem causar sonolência após serem ingeridos, seja pela composição do alimento quanto pela quantidade.

O alimento pode reagir forma diferente dependendo do organismo, por isso é difícil saber quais são esses alimentos. O ideal é que o médico especialista prescreva uma dieta especial baseado no organismo do indivíduo.

 

RELÓGIO BIOLÓGICO:

A falta de regularização no relógio biológico, também conhecido como ritmo de circadiano, também podem acarretar em sono fora de hora. Isso normalmente acontece com pessoas que não possuem rotinas de sono estabelecida, ou seja, não tem um horário certo para ir dormir ou para acordar.

Pessoas que viajam muito também podem acabar com a regularização do relógio biológico. Isso acontece por causa do fuso horário, que confunde o relógio biológico. 

PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS:

A apneia é uma doença respiratória que pode ter responsabilidade direta com a sonolência diurna. A enfermidade faz com que o corpo dê pequenas pausas na respiração durante o sono, sem que o indivíduo perceba. Isso faz com que a qualidade do sono seja comprometida e a pessoa desperte pela manhã ainda sonolenta, já que não descansou o suficiente durante a noite.

A pessoa que sofre com a apneia passa o dia inteiro se sentindo cansada, o que pode resultar em pequenos cochilos durante o dia, comprometendo o desempenho no emprego por exemplo.

O tratamento pode variar entre algumas medidas simples, como a redução do consumo de álcool, e vão até mesmo tratamento de cirurgia nasal, mas tudo depende do caso.

Como se a sonolência diurna e os problemas respiratórios já não fossem o suficiente, a apneia do sono também pode causar ronco.

 

OUTRAS DOENÇAS:

Existem uma série de doenças que também podem causar sonolência fora de hora, como por exemplo a síndrome crônica de fadiga que é rara, e aparentemente não causa muitos prejuízos na saúde, além do fato de causar um cansaço repentino e dores nos músculos e articulações, de forma que o indivíduo se sinta cansado durante o dia.

Outra doença bastante curiosa e perigosa é a narcolepsia, que não somente causa sono durante o dia, mas faz com que o indivíduo simplesmente durma, de forma repentina, mesmo em situações que exigem atenção total, como dirigir.

A síndrome das pernas inquietas também é uma doença associada em consiste em uma “necessidade” que o corpo sente em mexer as pernas durante a noite, fazendo assim com que a pessoa já acorde cansada, devido ao esforço feito pelos movimentos involuntários.

 

Todos esses problemas possuem tratamento recomendações, que podem variar dependendo das condições individuais de cada um, por isso é importante sempre consultar um médico especializado.  

A dica mais recomendável para quem procura melhorar o sono é ter um colchão recomendável. A linha de colchões da Portobel oferece as melhores opções para o seu sono. Conheça nossos produtos e encontre o colchão ideal para você.