Além de serem fontes de nutrientes essenciais para sobrevivência e fortalecimento do corpo humano, os alimentos podem também causar determinadas reações em quem os ingere.

Existem, por exemplo, alimentos que, devido a sua composição química, são ricos em nutriente benéficos à pele, como alguns frutos secos, carnosos e uvas. Da mesma forma que também existem aqueles alimentos que podem causa um efeito contrário, deixando a pele oleosa, como alguns laticínios, cereais e carnes.

Além agirem diretamente na saúde das pessoas, e influenciarem em determinadas caraterísticas físicas, o consumo de alimentos específicos pode também ajudar a alterar alguns comportamentos, como as bebidas alcoólicas e os adoçantes artificiais, que, indiretamente, podem contribuir em deixar a pessoa mais deprimida, ao contrário do chocolate e do salmão, que agem como estimulantes de bem-estar.

O que muitas pessoas não sabem, é que também existem muitos alimentos capazes de influenciar na disposição do corpo, deixando a pessoa mais ativa ou mais sonolenta.

Separamos aqui alguns exemplos desses alimentos, tanto os estimulantes, quanto os calmantes.

ALIMENTOS ESTIMULANTES:

São aqueles alimentos que contribuem para os estímulos físicos do corpo, ou seja, ajudam a pessoa a se manter acordada. A ingestão desses alimentos pode ser muito útil para se manter com energia durante o dia, ou mesmo durante momentos em que a pessoa não pretende dormir, como em uma noite de estudos ou de festa.

A ingestão desse tipo de alimentos em grande quantidade ou em horários desregulados, podem trazer malefícios ao sono, deixando o indivíduo agitado e contribuindo com uma possível insônia, por isso o recomendável é que esse tipo de alimento não seja ingerido por pelo menos três horas antes de dormir.

Outro agravante é o fato de o consumo excessivo desses alimentos pode causar estresse e ansiedade, devido ao alto valor energético, deixando as pessoas mais agitados que o normal.

Por causar uma sensação prazerosa ao proporcionar uma sensação de disposição, o consumo excessivo e diário desses alimentos pode causar um pequeno nível de dependência.

Os principais alimentos estimulantes:

  • Café: Esse é um exemplo bastante conhecido. A cafeína, também presente em outros alimentos, age diretamente no sistema de vigília do cérebro.
  • Chá: Apesar de muitos chás possuírem o efeito reverso, o chá verde, por exemplo, funciona no organismo da mesma forma que o café.
  • Chocolate: Muitas pessoas não sabem, mas muitos chocolates possuem cafeína em sua composição.
  • Gengibre: O alimento possui propriedade energéticas que que atuam diretamente no sistema nervoso, deixando o indivíduo com mais disposição.

ALIMENTOS CALMANTES:

Estes são alimentos que possuem efeitos contrários aos alimentos estimulantes, ou seja, o consumo destes alimentos pode alterar a disposição do organismo, fazendo com que a pessoa fique mais relaxada, possibilitando até mesmo um sono melhor. 

Entretanto, da mesma forma que os alimentos estimulantes podem provocar insônia, quando consumidos em excesso, alimentos calmantes podem provocar sono fora de hora e indisposição.

Os principais alimentos calmantes:

  • Abacate: Rico em magnésio e betasitosterol, substância que controlam o nível de cortisol, hormônio que deixa o corpo em ritmo acelerado.
  • Alface: Contém lactucina, substância que contribui para manter o corpo mais calmo, desde que consumido com um pouco mais de excesso. A substância normalmente se encontra no caule da verdura.
  • Chá de camomila: É rico em lactonas e alfa bisabolol, substâncias que possuem efeito calmante.
  • Maracujá: A fruta possui uma substância conhecida como passiflora, que faz do maracujá um verdadeiro sedativo natural.

Vale lembrar que alguns alimentos podem causar uma sensação de sonolência, mas não por serem calmantes naturais, e sim por serem considerados pesados, o que exige mais do organismo para realizar a digestão, deixando a pessoa com indisposição, e, consequentemente, sonolenta.

Doces e laticínios são exemplos de alimentos pesados que podem causar sonolência quando consumidos em grande quantidade.

Carboidratos também podem causar sonolência, mas normalmente acontece quando consumido em excesso durante uma única refeição, como quando comemos aquele prato grande de feijoada ou de macarrão.        

 

Agora que você tem as dicas da alimentação ideal para um sono mais tranquilo, você só precisa se atentar ao mais importante, um colchão ideal. Para isso, consulte o catálogo da Portobel, onde você encontra o colchão certo para você pelo melhor preço.